Como combater a perda de memória?

03/05/2022

 

Existem diversas causas para a perda de memória, como ansiedade, depressão, alterações do sono, uso de remédios, hipotireoidismo, infecções ou doenças neurológicas, como a doença de Alzheimer. 


A maioria dessas causas são preveníveis ou reversíveis, com a inclusão de novos hábitos de vida como meditação, técnicas de relaxamento, treinos da memória, melhora da alimentação e suplementação adequada.

Mesmo em casos clínicos mais sérios, existem métodos que podem minimizar sintomas até trazer ganho real na qualidade de vida de quem está com esse problema.

 

COMO MELHORAR A MEMÓRIA NATURALMENTE

Comer alimentos ricos em ômega 3, como salmão, peixes de água salgada, sementes e abacate, ajudam a melhorar a memória e a concentração. Alimentos como cacau ou chocolate amargo, mirtilo, ovos, brócolis, peixes e suco de uva. Por isso deve-se apostar numa alimentação saudável, equilibrada, que contenha os alimentos certos.

Além disso, existem diversas substancias que caso suplementadas, podem contribuir com a melhora da memória.

São elas:

 

COENZIMA Q10

Coenzima Q 10 auxilia a retardar a progressão de doenças degenerativas,

como a doença de Parkinson, Alzheimer, Huntington e escleroses, e a reduzir os riscos do desenvolvimento de aterosclerose e problemas cardíacos, como insuficiência cardíaca, hipertensão e arritmias.

INOSITOL

O Inositol é imprescindível para a nutrição dos neurônios, e sua suplementação auxilia em uma melhor transmissão dos impulsos nervosos, comunicação cerebral, memória e inteligência Pacientes acometidos de depressão geralmente apresentam redução dos níveis de Inositol no líquido cefalorraquidiano.

COLINA

Além de ser um nutriente que apresenta uma função neuro protetora, e necessária para o desenvolvimento do cérebro do feto, a suplementação com colina mostra-se eficaz em mitigar o declínio de memória relacionado ao envelhecimento, assim como em contribuir para controlar sintomas do mal de Alzheimer.

L-SERINA

Esse aminoácido é peça fundamental para a transmissão de informações entre os neurônios, sendo que esse processo é de fundamental importância para atividades primordiais, como aprendizado, percepção, cognição e memória.

 

Exercícios e ações cotidianas para melhorar a sua memória: 

Existem exercícios práticos que podem ser feitos no dia-a-dia para estimular a memória e a concentração. Exercitar o cérebro ajuda a manter a memória recente e previne contra a diminuição do raciocínio, do pensamento, da memória a longo prazo e da percepção.

Alguns exercícios simples que servem para aumentar a capacidade de memória incluem:

  1. Praticar jogos cerebrais como xadrez, sudoku, caça palavras, dominó, palavras cruzadas ou montar um quebra-cabeças;
  2. Ler um livro ou assistir um filme e depois fazer um resumo em texto ou contar para alguém com o máximo de detalhes;
  3. Fazer uma lista de compras, e ficar repetindo os itens mentalmente durante todo o tempo no mercado. Conferir apenas na hora de ir embora se comprou tudo que estava anotado;
  4. Tomar banho ou pegar as coisas no seu quarto de olhos fechados já que provavelmente você sabe o local das coisas, é importante o exercício de tentar visualizar e lembrar onde elas estão;
  5. Mudar o trajeto para o trabalho ou academia, pois mudar um pouco a rotina estimula o cérebro a pensar;
  6. Trocar o mouse do computador de lado para ajudar a mudar os padrões de pensamento;
  7. Comer comidas diferentes para estimular o paladar e as conexões neurais;
  8. Fazer atividades que precisem de memorização como teatro, zumba ou outras danças;
  9. Usar um pouco mais a sua mão não dominante. Se você tem mais facilidade em usar sua mão direita, use a mão esquerda para as tarefas mais simples;
  10. Encontrar mais com quem você ama, pois a socialização estimula o cérebro.

Em somatório a tudo isso: aprenda coisas novas toque um instrumento musical, estude um idioma, faça trabalhos manuais como pintura ou jardinagem: mantenha seu cérebro ativo e criativo.

Essas pequenas atitudes que sugerimos que você encaixe no seu dia podem te ajudar a:

  • Reduzir do estresse;
  • Melhorar a memória recente e a longo prazo;
  • Regular seu humor;
  • Otimizar o foco e a concentração;
  • Aumentar a motivação e a produtividade;
  • Melhorar sua velocidade de raciocínio e tempo de reação.

 

Alimentos que contribuem com uma boa memória:

1 - SALMÃO:

Rico em ômega 3, um ácido graxo fundamental para o bom funcionamento cerebral. Além de melhorar o humor, ele catalisa nossa capacidade de aprendizagem.

2 - CACAU:

Rico em ferro, fibras e magnésio, é fonte de flavonoides, que aumentam a circulação sanguínea cerebral. O resultado é uma melhora das funções cognitivas e na memória. Aquele chocolate 70% cacau é uma forma saborosa e saudável de consumir o alimento.

3 - LEITE:

O leite é grande aliado da nossa memória, pois libera o triptofano, um aminoácido que aumenta a nossa capacidade cognitiva.

4 - CÚRCUMA:

Fonte de curcumina, uma substância que turbina a memória e estimula a neurogênese, processo de formação de novas células cerebrais. Ela ainda reduzir inflamações do cérebro, uma da causas primárias do Alzheimer.

5 - OVO:

Fonte de vitamina B12, ajuda no bom funcionamento do cérebro como um todo, mas é um grande aliado da nossa memória.

6 - NOZES:

Alimento rico em vitamina E e ômega 3, retarda o processo de envelhecimento das células do cérebro, o que consequentemente também contribui com a manutenção da boa saúde da memória.

7 - TOMATE:

Rico em substâncias antioxidantes que contribuem com a melhora na nossa capacidade cognitiva.

8 - BRÓCOLIS:

Não apenas ele, mas os vegetais verdes escuro como o espinafre, couve e rúcula são ricos em ácido fólico, que atuam diretamente nas células cerebrais e ajudam a reduzir significativamente o esquecimento.

9 - SUCO DE UVA:

Na sua forma 100% integral, o suco de uva comprovadamente contribui com a melhora na capacidade cognitiva. Isso porque no alimento contém proteínas que estimulam novas conexões entre os neurônios.

10 - AZEITE DE OLIVA:

É fonte de oleocantal. Substância citada em diversos estudos estudos sobre o Alzheimer que apontam indícios de que sua ingestão pode reduzir o risco de desenvolver a doença.

Viu como com pequenas ações você consegue melhorar a sua memória? Se tiver alguma dúvida sobre o tema é só comentar esse post que responderemos você o quanto antes!

Obrigado e até o próximo,